Dr. Marcio Mancini comenta pesquisa com adoçantes

Data de criação 14/07/2016

Dr. Marcio Mancini, médico da SBEM-SP e especialista em obesidade, comenta abaixo sobre a pesquisa publicada na Cell Metabolism, que trata dos adoçantes artificiais e suas consequências para a saúde.

“Adoçantes não nutritivos como a sucralose numa dieta desequilibrada podem causar um mecanismo de resposta ao jejum e à falta de carboidratos, levando à hiperatividade, insônia, intolerância à glicose, percepção do sabor doce aumentado e um aumento do consumo de alimentos e calorias.

O trabalho avaliou isso em moscas e essa resposta foi causada por uma redução dos níveis de insulina, catecolaminas e do sensor de energia AMPK no hipotálamo que, juntos, compõem uma nova via de resposta de fome neuronal.

Curiosamente, o desequilíbrio entre ingestão de sabor doce na ausência de calorias e de carboidratos cronicamente promoveu aumento da ingestão de alimentos também em mamíferos. Os dados mostram que o consumo crônico de uma dieta doce desequilibrada em energia (calorias) desencadeia uma resposta neuronal de defesa contra o jejum e aumenta a motivação para comer.

Trazendo para a vida prática, na minha opinião, isso não significa que não se deva consumir adoçantes, mas que, numa dieta num paciente obeso, os carboidratos não precisam (ou não devem) ser reduzidos drasticamente.”

Para acessar a pesquisa, clique em http://www.cell.com/cell-metabolism/abstract/S1550-4131(16)30296-0

Atualizada em: 14/07/2016